As Panteras | Crítica

As Panteras Crítica Woo Who

Sabina Wilson (Kristen Stewart), Jane Kano (Ella Balinska) e Elena Houghlin (Naomi Scott) sob supervisão de Bosley (Elizabeth Banks), protagonizam a nova versão da série dos anos 70, As Panteras.

Elena é uma funcionária dedicada de uma empresa que está prestes a revolucionar o mundo com uma nova tecnologia de energia sustentável. Após descobrir uma falha nos protótipos que foram desenvolvidos por ela, Elena tenta alertar sobre o perigo de lançar o produto antes que alguém possa transformá-lo numa arma.

Na tentativa de fazer algo a respeito, Ela entra em contato com a Agência Townsend sem imaginar que já estava sendo espionada. No local marcado, após entregar as provas sobre as falhas do produto, uma perseguição com tentativa de homicídio é impedida pelas panteras Sabina e Jane. Elena se junta ao time na busca pelo impedimento do lançamento do programa que pode matar milhões ao redor do globo.

A produção traz várias referências a série e aos filmes anteriores, fazendo uma homenagem às panteras que já estiveram nos postos principais da associação e expande agora o cenário para uma versão mais global da divisão de mulheres espiãs que antes só tinha foco na Califórnia. São vários cenários globais e até o Rio de Janeiro faz parte de um deles com direito a trilha sonora cantada por Anita. Elizabeth Banks diretora, roteirista e protagonista do filme traz um frescor para o que fica evidente como uma continuação dos filmes anteriores e consegue colocar um certo equilíbrio entre a ação e as piadas características do formato do longa.

A jovem atriz Kristen Stewart tem um papel fundamental para o cenário de alívios cômicos, pois mostra uma atuação muito confiante, e embora suas amigas não consigam acompanhar o mesmo ritmo, o trio funciona bem em tela no contexto geral, pecando apenas em cenas específicas, relativas ao drama. A trilha sonora do filme é marcada por mulheres e batidas bem próximas, muito metalizadas.

O filme atualiza o cenário temporal de filmes de espiãs da franquia, mas não traz novidades em outros aspectos, e mesmo não sendo um filme pretensioso, a ação do filme em algumas cenas fica a desejar. A diversão vem pela nostalgia dos Easter eggs e quando Sabina toma a frente das situações. A nova versão das panteras vai te agradar se você for um fã da série e filmes anteriores, mas talvez não consiga cativar uma nova geração de garotas. As Panteras tem estreia marcada para o dia 14 de novembro de 2019.

Confira abaixo o trailer oficial do longa:

Para mais informações sobre As Panteras, curtam e sigam nossas Redes Sociais.