It: A Coisa | Crítica

It: A Coisa | Crítica

It: A Coisa é a primeira adaptação para os cinemas do livro IT do mestre do terror Stephen King, de 1986. O filme conta com a bela direção do Andy Muchietti, de “MAMA” (2013), que executa com maestria a história de 7 amigos que formam um grupo auto-intitulado “Losers Club” – o clube dos perdedores que juntos enfrentam um terror sobrenatural e maligno no verão da pacata cidade de Derry.  O roteiro fica por conta do Cary Fukunaga, que dirigiu e escreveu “Sin Nombre” (2009), e insere uma narrativa espetacularmente aterrorizante, engraçada, dramática, investigativa e repleta de reviravoltas que adicionam uma qualidade enorme na compreensão do conflito dos jovens do elenco principal. Há uma mistura de amizade, medo, piadas e bravura que funcionam muito bem juntos ao longo da adaptação.

O elenco principal conta com os jovens e promissores talentos de: Sophia Lillis,  Jaeden  Lieberher, Jack Dylan Grazer, Wyatt Oleff, Chosen Jacobs, Nicholas Hamilton, Jackson Robert Scott, Jeremy Ray Taylor, entre eles está o jovem Finn Wolfhard que interpreta o Mike na série da Netflix Stranger Things.  “It” conta com uma fotografia que apresenta uma boa estrutura de planos de câmeras com cenários muito bem preparados que junto com o contraste de cena criam a atmosfera do horror necessária na obra. O filme praticamente não desperdiça cenas com excesso de efeitos especiais – eles existem sim, e aparecem muitas vezes no filme mas, com fluidez e determinadas finalidades -. Esse conjunto faz com que a produção seja, sem dúvidas, um dos melhores filmes de terror do ano.

Um dos maiores pontos positivos do filme é o fato de as cenas de terror não serem apresentadas gratuitamente. Elas estão ali pelo propósito de te encaminhar para o conflito interno de cada personagem principal. É através de cada momento de horror que você percebe o que atormenta cada um.

Outro destaque é para a atuação do palhaço Pennywise que está incrível! Guarde o seu preconceito contra filmes de palhaços aterrorizantes e veja essa atuação magnifica do ator Bill Skarsgard,! Em entrevista o ator informou que durante a produção de uma cena em especial, Skarsgard fez diversos atores-mirins chorarem apenas olhando para eles. Enquanto alguns “ficaram realmente intrigados” pela maquiagem e a roupa de palhaço, outros tremeram de medo. “Eu estava completamente no personagem”, contou Skarsgard. “Então algumas das crianças ficaram apavoradas e começaram a chorar no meio da cena. Aí me dei conta: ‘Puta merda. O que eu estou fazendo? O que é isso? Isso é horrível.’” Entretanto, logo após encerrar a filmagem, Skarsgard fez questão de pedir desculpas às crianças. “Mas daí cortamos a cena, e obviamente eu fui lá e falei: ‘Ei, desculpa, é de mentira”, explicou.

O filme entrega uma boa obra do gênero terror e traz as telas a essência da amizade dos personagens do livro. A adaptação da história do livro nas telonas será dividida em dois filmes! O que esperar do próximo? Se você ainda não assistiu o primeiro então não perca tempo! Vá ver e se possível, leia o livro!!!

Para mais informações sobre It: A Coisa, curtam e sigam nossas Redes Sociais.